Rômulo

10 de junho de 2014

COMO ESTOU CONSTRUINDO MINHA REPUTAÇÃO?

Texto: I CO: 12,6

“Se quisesse gloriar-me, não seria louco, pois só diria a verdade. Mas faço, a fim de que ninguém tenha a meu respeito conceito superior àquilo que vê em mim ou me ouve dizer.

Observação:

Depois de ler o capitulo e ser atraído por esta fala especificamente, lembrei da Seguinte frase: Preocupe-se mais com seu caráter do que com sua reputação. Caráter é aquilo que você é, reputação é apenas o que os outros pensam que você é.(John Wooden).

A questão não é a preocupação com a reputação em detrimento do caráter, mas a intenção mais básica e humana de se querer ter uma boa imagem diante das pessoas. Paulo podia lançar mão de uma experiência extática para justificar sua hombridade, seu apostolado e outras qualificações; mas ele não age assim. Ele quer ser considerado, sim, pelo que de fato revela em sua vida e em suas palavras, nisto, ele fundamenta e Consolida sua reputação.

Aplicação:

Muitas vezes eu quis ser reconhecido como um bom homem apenas porque era usado pelo Senhor e pelas experiências concedidas por Ele; mas precisava compreender que tudo isso não é porque eu sou bom, mas porque Deus é bom. Não adianta as pessoas me considerarem pelas revelações divinas, porque elas vêm de Deus, é uma manifestação da vontade divina; precisam me conhecer pelo que realmente sou, sem temerem vê em mim aquilo que realmente elas vêem. Não que quero uma “camuflagem teofânica” justifique meu caráter, embora isso seja uma grande tentação; Mas como disse Abraham Lincoln : “O caráter é como uma árvore e a reputação como sua sombra. A sombra é o que nós pensamos dela; a árvore é a coisa rea”l.

Oração: Jesus, Quero aprender a dizer palavras de vida, quero ser alguém que expresse teu caráter, longe de mim esteja a vontade de justificar meu caráter nas tuas grandes e maravilhosas obras, pois o Senhor as faz por tuas infinitas misericórdias, que se renovam a cada manhã, amem!

Rômulo Salles